09-As eleições de Piancó-v1-cap01-m09

9. As eleições de Piancó (1912), gargalhada. Autor(es): desconhecido(s) • Intérprete: Eduardo das Neves • Gravadora: Odeon



Anda um certo fato

Neste Rio de Janeiro

Correm tantos boatos

Que circulam o mundo inteiro.

Agora há nessa época

De tantas revoluções

O quadro que nos inspira

É o das tais eleições.

(fala)

- Ora, (................)

- Porque quem foi eleito foi o Sr. Fulano dos Anzóis Carapuça etc e tal, General.

- E o outro não?,

- Senhor, quem foi eleito foi o Sr. Dos Anzóis Carapuça etc. e tal, Civil.

- Ora, senhor, eu então entro no meio dessas conversações e discussões.

- Meus camaradas, sabe quem foi eleito? Fui eu. Pelo Estado Maior da cidade de Bananeiras, onde eu sou vereador municipal, sou intendente, e sou general, sou comandante das Forças de Operações. Onde os sujeitos ficam todos babosos pela minha alta posição e eu saio rindo.

(Ri)

Ah! Ah! Ah!

Eh! Eh! Eh!

Ó que grandes toleirões

Ah! Ah! Ah!

Eh! Eh! Eh!

Acreditam em eleições.

Ah! Ah! Ah!

Eh! Eh! Eh!

Isso não passa de brincadeira

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!

Eleições são verdadeiras.

(Ri e fala)

ah, ah, ah, ah. Eleições nada... Se houvesse eleições sérias, minha vó seria ministra da Guerra.

Se houvesse eleições que fossem sérias

Eu então diria prum certo vereador:

Meu compadre, por amizade,

Seria um grande doutor

Haveria de ser contente

O nosso presidente

E então lá do Palácio

Ah! Ah! Ah!

Eh! Eh! Eh!

Ele ia comandar o povo

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!

Um tantinho de eleição

Ih! Ih! Ih!

Ih! Ih! Ih!

E fazia tudo novo

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!

(Fala)

Faz uma idéia do meu compadre, que é lá do Piancó, como presidente do Palácio. Que coisa bonita não fazia…

Vai de carruagem só

Pela rua, então, então

A fazer o seu bonito

Fon, fon, fon

Fon, fon, fon

E um tal de automóvel

Pela rua a passear

Saiu andando na avenida

Que o povo chama Centrá

(Fala)

- E eu então todo recostado ao lado do meu compadre presidente.

- E eu como ministro, já sabe? Foi nas eleição que fui eleito, embora fosse a cacete, ou a pedrada, não sei. Fui eleito sem ser reconhecido avulso. Porque meus camarada lá em Piancó, de cada família lá por trás, na casa da filha do (............), tem um compadre que também foi eleito. Então quando ele passa por mim me cumprimenta:

O compadre como vai

Ah! Ah! Ah!

Cumprimenta bem contente

Eh! Eh! Eh!

Agora vereador

Ah! Ah! Ah!

Mais tarde sou presidente

Eh! Eh! Eh!