14.Morte do barão do Rio Branco-v1-cap01-m14

14. Morte do barão do Rio Branco (1912), cômico.5 Autor(es): desconhecido(s) • Intérprete: Serrano • Gravadora: Favorite Record


O Brasil inteiro chora

De luto está o pavilhão

Com a morte inesperada

Do eminente barão

Dorme, meu grande Rio Branco

O sono da eternidade

Que tu foste da tua Pátria

O herói da liberdade

A morte do Rio Branco

Não foi só para os brasileiros

Foi sentida no universo,

E choram os estrangeiros

Dorme, meu grande Rio Branco...

O Barão do Rio Branco

Homem sempre imortal

Conquistou mais territórios

Para a bandeira nacional

Dorme, meu grande Rio Branco...

Todo brasileiro honrado

Os olhos enche de pranto

Quando tem recordação

Do nome do Rio Branco

Dorme, meu grande Rio Branco...

-----------------

(*) A Discografia Brasileira de 78 rpm registra como “cômico” o gênero de “A morte do Barão do Rio Branco”, acompanhando a informação que consta no disco. Trata-se evidentemente de um erro da gravadora.