25.A moda da revolução-v1-cap01-m25

25. A moda da revolução (1924), moda de viola. Autor(es): desconhecido(s) • Intérpretes: Cornélio Pires e Arlindo Santana • Gravadora: Columbia


“A revolta aqui em São Paulo Para mim já não foi bão Pela notícia que corre Os revortoso tem razão Eu estou me referindo A essa nossa situação Se os revortoso ganhar Ai, eu pulo e rolo no chão.

Quando cheguei em São Paulo O que cortou meu coração Eu vi a bandeira de guerra Lá na torre da estação Se encontrava gente morto No meio dos quarteirão Dava pena e dava dó, Ai, era só da judiação

Na hora que nós seguimo Perseguimo o batalhão Saimo por baixo de bala, Ai, sem ter aliviação

De ver gente ali deitado

Sem alevantar do chão

É só bala que passava Roncava que nem trovão Zidoro se arretirou Ai, lá pro centro do sertão Potiguara acompanhou Ai, mas prá fazer a traição Zidoro mandou um presente Que foi feito por sua mão Acabaram com Potiguara E acabou-se o valentão Nós tinha um 42 Que atirava noite e dia Cada tiro que ele dava E só mineiro que caía E tinha um metralhador Que encangaiava com quanto havia Os mineiro com os baiano C'os paulista não podia.