33.Volta Arraes ao Palácio das Princesas, vai entrar pela porta que saiu-v3-cap.-09-m33

33. “Volta Arraes ao Palácio das Princesas, vai entrar pela porta que saiu” (1986).

Autor: Lourival Batista Patriota (Louro do Pajeú). Intérprete: José Antônio do Nascimento Filho (Zeto do Pajeú). Gravação especial.

Não cochila, leão, sempre em vigília

Pobre, médio, sem nome em desespero

Se alguns derem votos ao usineiro

Não desejam conforto pra família

O avarento nababo é um sicário

Não sente a nudez do operário

A opressão dessa classe Arraes sentiu

Suportando os seus atos e torpezas

Volta Arraes ao Palácio das Princesas

Vai entrar pela porta que saiu

Nesta terra é preciso estar alerta

Quem tem ouro e ganancia produz guerra

Os desmandos que há em nossa terra

Não é o usineiro quem conserta

Não esqueça o que fez o José Lopes

Não tentem ingerir cruéis xaropes

Que o pobre da cana os ingeriu

Houve mortes, torturas e vilezas

Volta Arraes ao Palácio das Princesas

Vai entrar pela porta que saiu

Previnamos o dia de amanhã

Recordemos o golpe tão cruel

Se a terra tem leite, açúcar e mel

Para que ter mendigo em Canaã?

Como mestre leal passou no teste

É o líder sem par, ama o Nordeste

O seu prédio tombou, mas não caiu

Para o pobre ter pão, casas e mesas

Volta Arraes ao Palácio das Princesas

Vai entrar pela porta que saiu