48.Lalá-v1-cap02-m48

48. Lalá (1931), marcha. Autor: Nelson Ferreira • Intérprete: Augusto Calheiros • Gravadora: Parlophon


Você se lembra bem daquela beijoca

Que eu lhe dei, Lalá, sem você querê.

Ainda hoje eu sinto que foi por ela

Que comecei a gostar de você.

Lalá,

Você diz que é liberá

Então vamos nós dois

Se disgraçá no Carnavá.

Desde esse dia que começou, Lálá,

A nossa história que jamais terá fim.

Quero enfrentar a vida só cum você

Pois você é tudo, tudo pra mim

Lalá,

Você diz que é liberá

Então vamos nós dois

Se disgraçá no Carnavá.

Pra nós vencê, Lalá, na luta do amor

É se fazer valente logo de vez.

Assim serás, meu bem, minha Joana d´Arc

E eu serei sempre o seu Juarez.

Lalá,

Você diz que é liberá

Então vamos nós dois

Se disgraçá no Carnavá.