08.Zambi no açoite-v2-cap07-m08

8. “Zambi no açoite”(1965).

Autores: Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri. Intérprete: Edu Lobo. Gravadora: Som Maior: LP: Arena conta Zumbi.

É Zambi no açoite, ei, ei é Zambi

É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi

É Zambi na noite, ei, ei, é Zambi

É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi

Chega de sofrer

Eh! Zambi gritou

Sangue a correr

É a mesma dor

É o mesmo adeus

E a mesma cor

É Zambi se armando, ei, ei é Zambi

É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi

É Zambi lutando, ei, ei, é Zambi

É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi

Chega de viver

Na escravidão

É o mesmo céu

O mesmo chão

O mesmo amor

Mesma paixão

Ganga Zumba ei, ei, vai fugir

Vai lutar tui, tui, tui, tui, com Zambi

E Zambi gritou ei, ei, meu irmão

Mesmo céu, tui, tui, tui, tui, mesmo chão

Vem filho meu, meu capitão

Ganga Zumba, liberdade, liberdade

Ganga Zumba, vem, meu irmão

É Zambi lutando

É lutador

Faca cortando

Talho sem dor

É o mesmo sangue

E a mesma cor

É Zambi morrendo, ei, ei é Zambi

É Zambi, tui, tui, tui, tui, é Zambi

Ganga Zumba, ei, ei, vem aí