17.Té logo, sinhá-v1-anexo-04-m17

17. “Té logo, sinhá” (1942), samba.

Autor: Assis Valente. Intérpretes: Namorados da Lua. Gravadora: Victor.

Fica de pé,

Tira o chapéu

Ergue a cabeça

Para cantar a nobreza do Brasil

Té logo, sinhá

Que eu vou ali e venho já (bis)

Sinhá já deve saber

Que o Brasil me chamou e mandou defender

Um cantinho de Sinhá sambar

Um cantinho pra Sinhá viver

Té logo, sinhá

Que eu vou ali e venho já (bis)

Se por acaso a saudade

Vier torturar o coração de Sinhá

Pede a Deus que Sinhá me mande

A saudade que faz chorar (bis)

Té logo, sinhá

Que eu vou ali e venho já (bis)

E se o meu corpo tombar

Na defesa sagrada do nosso torrão

Eu não quero, sinhá, não quero,

Eu não quero tristezas, não. (bis)