18.Presidente Mulatinho-v3-cap-10-m18

18. “Presidente Mulatinho” (1996).

Autores: Paulo Caruso e Chico Caruso. Intérpretes: Idem. Gravadora: Dabliú. CD: Pra seu governo (1998).

Fui de esquerda, hoje eu sou um neoliberal

Marxista, chegadão num capital,

Mulatinho, tenho um pé na cozinha

(Francesa, sem dúvida)

Rive Gauche, Montparnasse etc e tal

Sociólogo, filho de um general

Subo em jegue, mas sou intelectual

Um gourmet degustando buchada de bode

(Como é que pode!)

Sou assim um ser paradoxal

Bem que meu vice

Me disse que era tolice

Eu me preocupar

Minha saúde é de ferro

Naquela cadeira ele não vai sentar

Não sei se eu acredito

No que foi dito por Maciel

(Meu Deus do céu!)

Cruz credo, que bruta medo

Dr. Tancredo virou tabu

(Huu!)

Max Weber discuti muito com Foucault

Em Nanterre cheguei a ser professor

Desbundei com o Caetano Veloso

(Chico Buarque é repetitivo?)

Esnobei Simone de Beauvoir

(Sai pra lá, perua!)

Jean Paul Sartre dedicou-me “L’être et le néant”

Com palavras tipo: Eu sou você amanhã

Mão aberta de planos para o futuro

Mais pão duro que o Fernando Gasparian

E o Ziraldo, com o bichinho da maçã

Mais sem graça do que o Pedro Malan