60.Hino da Reforma Agrária-v1-cap06-m60

60. “Hino da Reforma Agrária” (sem data), hino.

Autores desconhecidos. Intérpretes: Euclides Nascimento com trabalhadores e trabalhadoras rurais. Gravação especial do “Projeto Memória camponesa e luta popular” do Museu Nacional (2007). CD: “Lutando e cantando – música e política dos trabalhadores rurais de Pernambuco”.

(Fala)

Aqui a gente relembra a luta dos camponeses, principalmente na Zona da Mata. À medida em que a gente lutava pelos direitos trabalhistas – por exemplo, salários, férias, decimo terceiro mês, os direitos dos trabalhadores – e até que conquistamos o Estatuto do Trabalhador Rural, a lei 4.214 de 2 de março de 1963. Mas com a promulgação da lei, os latifundiários então por força de lei eram obrigados a indenizar os trabalhador, os camponeses, e daí veio o despejo em massa. Com o despejo em massa, a gente começou também já a gritar pela implantação da reforma agrária no Brasil. E vai um dos cantos, que é esse que nós vamos cantar agora:

Camponês, avançai na batalha

Dai o teu contingente sem fim

Teu trabalho de boa vontade

Espalhando a reforma agrária

Lutai pra vencer, brasileiros de toda a Nação

Lutai sem cessar

A vitória por fim alcançar.

Lutai, camponês,

Trabalhai e não desanimai

Lutai, lutai, a vitória ide proclamar

Camponês, que vivemos no campo

E traremos a satisfação

De levar a reforma a todos

Para a glória de nossa Nação

Lutai pra vencer ...

Camponês que trabalha no campo

Trabalhai para toda a Nação

O teu belo futuro brilhante

Vencerás como bom capitão.

Lutai pra vencer ...