50.Se eu fosse interventô-v1-cap02-m50

50. Se eu fosse interventô (1933), embolada. Autor e intérprete: Manezinho Araújo • Gravadora: Odeon


Oi, se eu fosse interventô

Tudo ia consertá.

Ai, se eu fosse interventô

Tudo ia consertá.

Ai, se eu fosse interventô

Tudo ia consertá.

Casava todas as moça mais bonita do lugá

Essas rua sem ladrio eu mandava ladriar

Adispois eu inventava um aparelho especiá

Pra tratar a atmosfera no trecho da capitá

Endireitava essa bigorna, não deixo de confessá

Oi, se eu fosse interventô...

Arranhacé eu proibia desse povo edificá

Com sobrado assim tão grande avião não pode andá

Dava liberdade ao povo de fazer dois carnavá

Meus parentes, coitadinho, eu podia colocá

Garanto dessa maneira, ninguém vinha me xingá

Oi, se eu fosse interventô...

Cinema sincronizado seu Antônio ia tocá

Invenção lá dos estranja pra mó de nóis tapiá

Nossa língua atrapaiada calunga podi falá

Os “musgos” dessa orquestra podia até protestá

Mandava nessa bioca mó de tudo endireitá

Oi, se eu fosse interventô ...

Sem-vergonha e enxirido eu mandava incinerá

Num deixava os destemido (.........) mó de brigá

Dava duro em atrevido, todos ia derrotá

Podi sê meu secretário Josué especiá

Nomeava logo ele qui é danado pra filmá

Oi, se eu fosse interventô...

Eu, temendo os brasileiro, decidi me atutelá

Até Rio de Janeiro, lá naquela capitá

Eu já fiz o mundo todo, de medo de se embasbacá

Já dei cafuné na lua, vi o sol casá com o mar

Com diploma de vendeiro, garanto, posso jurá

Oi, se eu fosse interventô...

Os bonde da companhia, mandava logo apará

Nunca vi bonde tão caro que os pobre nem pode andar

Vou cantar pro Zé Velhinho pra ter carro oficiá

Avião i irioplano pro resto do pessoá

Juro por Nossa Senhora, ninguém pode duvidá

Oi, se eu fosse interventô ...

]