56.Os presidenciáveis-v3-cap.-09-m56

56. “Os presidenciáveis” (1989).

Autor: Alípio Martins. Intérprete. Idem. Gravadora: Chantecler. LP: Eu chego lá.

Vamos agora escolher

O nosso presidente

Quem sabe vai melhorar

A vida da gente

Olhem pra esse plantel

Só tem sangue novo

Todos com aquela vontade

De ajudar o povo

Vamos chamar o primeiro

Pode falar, Excelência

Diga aos seus eleitores

Tudo o que você pensa

- Eu acho que eu, como presidente, vou assumir e não vou fazer que nem certos neguinhos e tirar da reta. No meu governo vai ter seis mês de férias, vai ter cinco horas de almoço, e vai ser pro povo, porque o povo tá comigo!

Vocês vão votar nele? Não!

Vocês querem ele? Não, joga ovo nele!

Vamos chamar aquele

Que é paranoico por multa

E que se diz perseguido

Por aquela força oculta

- Esse senhor que falou agora é um candidato muito infantil. O que nós precisamos é de um homem experiente como eu e que devolva o meu copo.

Vocês vão votar nele? Não!

Vocês querem ele? Não!

Vamos chamar o terceiro

Esse tem cara de honesto

Já é presidente de tudo

E quer ser presidente do resto

- Vamos dar ao povo, como digo, o faraó da política, em vez de lançar o plano do congelamento, vou lançar o plano do embalsamento.

Vocês vão votar nele? Não!

Vocês querem ele? Não! Sai daí!

E agora aquele fazendeiro,

Aquele boníssimo pai

Que ganha aqui seu dinheiro

E aplica lá no Uruguai

- Realmente, me estranha como esses homens, políticos experientes, podem dizer tantas asneiras, não é verdade? Vamos subir a rampa do Planalto!

Você vão votar nele? Não!

Vocês querem ele? Não!

Vamos chamar o quinto

Este sim é o candidato

Que fez planos para o povo

E agora pagou o pacto

- Brasileiros e brasileiras, honestamente eu gostaria de ter a segunda chance.

- Ô bigode, ô do bigode, aaai, iiiiii, eu acho melhor você sair de fininho, porque tu não está agradando, aahaahii, eu já desisti, porque minha voz não é a mesma, a minha voz já está falhando. Francamente. Ôô, vem cá, você, crioulo multinacional, você também não é candidato não?

- Olha, realmente, você sabe que vai ficar muito difícil, porque eu tenho muitos compromissos, entende, mas se acontecer naturalmente, quem sabe, se o povo me quiser, porque a voz do povo é a voz de Deu, e olha aí, é o povo que está querendo ...

Já ganhou, já ganhou, já ganhou!