46.O imexível-v3-anexo-09-m46

46. “O imexível” (1992).

Autores: Alípio Martins e Amanda. Intérprete: Alípio Martins. Gravadora: Continental. LP: Alípio ‘King’ Martins.

- Não quero mais falar nisso, eu quero mamãe!

- Vai trabalhar, seu vagabundo!

Mamãe, tô tão chateado

Porque meu reinado

Teve um triste fim

Mamãe, a gravação era um teste

Mas aquela peste

Virou contra mim

Mamãe, mas como é possível

Eu era imexível

Agora sou réu

Mamãe, que sorte que eu tinha

Com tantas verdinhas caindo do céu

Meu sonho tão colorido

Virou pesadelo feio

Mamãe, eu tô mais perdido

Que cego em tiroteio

Ai, que situação

Me tira do colo

Me ponha no chão