52.A carta-v1-cap05-m52

52. “A carta” (1955), samba.

Autores: Silas de Oliveira e Marcelino Ramos. Intérprete: Moreira da Silva. Gravadora: Repertório.

Mais uma vez

As forças e o interesse contra o povo

Coordenaram-se novamente

E se desencadeiam sobre mim

Não me acusam

Insultam-me de novo

Vejo de perto aproximar meu fim

Não me combatem

Caluniam com certeza

Numa perseguição atroz

Não me dão o direito de defesa

Precisam sufocar a minha voz

E minha ação impedir

Para que eu não continue a defender o povo

Como sempre defendi.

Compelido em meu profundo desgosto

Sigo o destino que me é imposto

Não querem que o povo seja independente

Não querem a felicidade do trabalhador

Mas esse povo de quem fui escravo

Jamais será de ninguém

Aos que pensam que me derrotaram

Eu respondo com a vitória

Levo comigo um porém

Eu saio da vida

Para entrar na história.