02. Santos Dumont-v1-cap01-anexo 01-m02

2. Santos Dumont (1902), cançoneta. Autor: Eduardo das Neves. • Intérprete: Bahiano • Gravadora: Zon‑O‑Phone

A Europa curvou-se ante o Brasil

E exclamou parabéns em meigo tom

Brilhou lá no céu mais uma estrela

Apareceu Santos Dumont

Salve estrela da América do Sul

Terra amada do índio, audaz guerreiro

A glória maior do século XX

Santos Dumont, um brasileiro

(O Brasil, cada vez mais poderoso,

Menos teme o rugir do vil bretão

É forte nos campos e nos mares

E hoje nos ares com seu balão)*

A conquista do ar que aspirava

A velha Europa, poderosa e viril

Rompendo o véu que a ocultava

Quem ganhou foi o Brasil

Por isso o Brasil tão majestoso

Do século tem a glória principal

Gerou no seu seio o grande herói

Que hoje tem renome universal

Assinalou para sempre o século XX

O herói que assombrou o mundo inteiro

Mais alto que as nuvens, quase Deus

É Santos Dumont, um brasileiro.

--------

* A estrofe entre parênteses não aparece nesta gravação