106.Tancredo Neves-v2-cap-08-m106

106. “Tancredo Neves” (1985)

Autor: Inácio Ambrósio do Nascimento. Intérpretes: Pardal & Verde Lins. Gravadora: MD Music. LP: Os grandes repentistas do Nordeste v. 1 – Pardal & Verde Lins.

O Brasil é meu lar, foi o lar onde eu nasci

Foi aonde eu aprendi a ler, escrever e cantar

O Brasil é meu lar, foi o lar onde eu nasci

Foi aonde eu aprendi a ler, escrever e cantar

O Brasil é meu lar

Oro pedindo ao meu Deus por Tancredo, nosso irmão

Que lhe dê a salvação, perdoe os pecados seus

Ó Jesus, rei dos judeus, nessa hora, nesse dia

Vou pedir em poesia que guarde o irmão da gente

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Trinta e nove dias ele passou em padecimento

E o povo em movimento sem poder falar com ele

Estou falando daquele líder da democracia

Cujo objetivo ia fazer o Brasil para a frente

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Foram sete cirurgias num período muito curto

Ele sentindo agonia, foram mais trinta e nove dias que o Tancredo sofria

Comida não ingeria, tomava soro somente

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Eu mesmo estava no time, em São Paulo, num comício

Quando ele, com sacrifício, quis combater o regime militar

Que nos oprime, o mesmo nos oprimia

Falava, mas não sabia que ia morrer de repente

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Dona Risoleta, então, falava de certa altura

Falando quanta amargura, tristeza no coração

Para toda a população, falava sem alegria

Acenava e transmitia: “tenha calma, minha gente”

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Tancredo de Almeida Neves, o seu verdadeiro nome

Morreu, deixou o renome em todos os corações leves

O Brasil com muitas greves, mas só ele aumentaria

Nosso pão de cada dia e o leite do inocente

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Ao falecer o mineiro de São João Del Rei ficou o José Sarney

Como tutor verdadeiro, também prometeu primeiro o que Tancredo faria

Ele disse que cumpriria, prometeu sinceramente

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Se o ouro comprasse a morte, eu iria visitá-la

Com afim de contratá-la, dar-lhe um abraço forte

Para mandar ele com sorte se ela ressuscitaria

Muito dinheiro eu daria para ele voltar novamente

Deus levou o presidente que o brasileiro queria

O Brasil é meu lar

Foi o lar onde eu nasci, foi aonde eu aprendi a ler, escrever e cantar

O Brasil é meu lar

Foi o lar onde eu nasci, foi aonde eu aprendi a ler, escrever e cantar