13.Paulistinha querida-v1-cap3-m13

13. “Paulistinha querida” (1936), marcha.

Autor: Ary Barroso. Intérpretes: Arnaldo Pescuma e Januário de Oliveira. Gravadora: Victor


Paulistinha querida

Qual é tua cor

Que tanto disfarças

Com teu pó de arroz.

Não és loura, nem morena

Não tem nada de mulata

Paulistinha querida

A tua cor é 32.

Eu desta vez ofereço

Esta canção singular

À Paulistinha querida

Que um dia o Brasil inteiro

Há de adorar.

Tem um sorriso tão lindo

E tanta graça no andar

Mesmo no céu não existe

Uma estrela que brilhe

Como o seu olhar.