14.Rubens-v3-cap.-09-m14

14. “Rubens” (1986).

Autor: Mário Manga. Intérprete: Premeditando o Breque. Gravadora: EMI-Odeon. LP: Grande coisa.


Eu nunca quis te dizer

Sempre te achei bacaninha

O tempo todo sonhando

A tua vida na minha

O teu rostinho bonito

Um jeito diferentão

De olhar no olho da gente

E de criar confusão

O teu andar malandrinho

O meu cabelo em pé

O teu cheirinho gostoso

A minha vida de ré

Você me dando uma bola

E eu perdido na escola

Essa fissura no ar

Parece que eu tô correndo

E sem vontade de andar

Quero te apertar

Quero te morder e já

Quero mas não posso, não, porque

Rubens, não dá

A gente é homem

O povo vai estranhar

Rubens, para de rir

Se a tua família descobre

Eles vão querer nos engolir

A sociedade não gosta

O pessoal acha estranho

Nós dois brincando de médico

Nós dois com esse tamanho

E com essa nova doença

O mundo inteiro na crença

Que tudo isso vai parar

E a gente continuando

Deixando o mundo pensar

Tua mãe teria um ataque

Teu pai uma paralisia

Se por acaso soubessem

Que a gente transou um dia

Nossos amigos chorando

A vizinhança falando

O mundo todo em prece

Enquanto a gente passeia

Enquanto a gente esquece

Quero te apertar

Quero te morder, e já

Quero mas não posso, não, porque

Rubens, não dá

A gente é homem

O povo vai estranhar

Rubens, para de rir

Se a tua família descobre

Eles vão querer nos engolir

Rubens, eu acho que dá pé

Esse negócio de homem com homem

Mulher com mulher