17.Vai recolher-v1-cap02-m17

17. Vai recolher (1930), marcha. Autor: Joubert de Carvalho • Intérprete: Francisco Alves • Gravadora: Odeon




Turco – (cantarolando) Ai, mamita mia, ai, mi querida mamá.

Guê nhé? Guê nhé? Guê nhé, batendo à porte de eu? Bate pras cabeça, sem bargonha?

Português – Aintão não estás-me a conhecer pela voz, ó compadre ...

Turco – Ah, gompadre, você falou pra eu? Bonito, português, por causa disso estás maluco pra cabeça.

Português – Quais maluco, quais nada, compadre, eu vou te cantar uma modinha, que é de outra banda, é do outro mundo.

Turco – Eu gonhece? Muito bonita!

(Português canta)

Uma verdade já ninguém mais não esconde

Getulinho tem o bonde

Que passou-lhe o Antoninho

E um passeio nesse bonde quis fazer

Mas lhe disse o condutor

O carro vai recolher

Turco 

(É besteira, Português, muito bonito, mas eu gonhece, jura, babai do céu. Eu gonhece, não está pra esse)

Getulinho está no hora,

Deixa Tonico

Pega no trouxo

E vai pra fora (bis)