19.Tempo ruim-v1-cap02-m19

19. Tempo ruim (1930), moda de viola. Autor: Sorocabinha • Intérpretes: Mandi e Sorocabinha • Gravadora: Parlophon


O nosso tempo tá ruim

Em tudo eu não acho jeito

Sempre mudar de governo,

Sempre mudar de prefeito

É coisa que eu não compreendo

E eu não posso achar direito, aaai

Foi depois da Monarquia

Que houve complicação

Agora com a República

Tudo vai por votação

E a gente que não vota

Diz que não é cidadão, aaai

Todas as coisas ficou caro

Bem depressa, num instante

Alembro e tenho sôdade

Daquele tempo de dante

Eu tinha quatro vintém

Mas valia que nem diamante, aaai

Eu pegava em dez mil-reis

E surtia a minha casa

Pagava tudo vendeiro

E nada eu atrasava

Quando era fim da semana

Mantimento sobejava, aaai

Hoje eu pego em vinte mil-réis

Vou na vila, fico besta

Eu gasto tudo os meus vinte

A compra cabe na cesta

Não sobra nem dez tostão

Pra mim comprar uma chupeta, aaai

Pois olha, minha mulher,

Vim pensando pelo caminho

Pra comprar a mamadeira

Não sobrou nem um pouquinho

Dê de mamar pro pequeno

Agrade o nosso filhinho, aaai

Mulher passa a preguntar

Se eu ouvi falar da eleição

E eu passo a contar

Tá feia a situação

O Vargas disse que ganha

Eu não sei se ganha ou não, aaai

Pois olha minha mulher

Na vila a coisa tá feia

Se falar mal do governo

Põe a gente na cadeia

E depois da carceragem

Não se tem pataca e meia, aaai.