20.Meu homem-v3-cap.-09-m20

20. “Meu homem (Carta a Nelson Mandela)” (1988).

Autor: Martinho da Vila. Intérprete: Beth Carvalho. Gravadora: Polygram: LP: Alma do Brasil.


Meu homem,

Dormi com saudades suas

E sonhei com a liberdade

Caminhando livremente

Como gente

Sob o sol de Johanesburgo

Sob o sol de Johanesburgo

Sob o sol de Johanesburgo

Meu homem,

Passeamos pelo parque

Sem notar que existem brancos

E sem ver que habitam pretos

Pelos guetos

São irmãos brancos e pretos

Nos guetos

São irmãos brancos e pretos

Meu homem,

No meu sonho nós dormimos e

Abraçados nos amamos

Doces beijos, ternos mimos

Doces beijos, ternos mimos

Doces beijos, ternos mimos

Fui sozinha pra Namíbia

E de lá fui pra Luanda

Com os artistas do Amandla

Pra cantar rezas num komba

E de lá fui pra kizomba

Lá nas terras de Zumbi

Lá nas terras de Zumbi dos Palmares

Lá nas terras de Zumbi

Lá nas terras de Zumbi dos Palmares

Lá nas terras de Zumbi

Ai,

Aí vi brancos e pretos

Me lembrei do apartheid

E no meio da festança

Sem chorar me entristeci

Ai, meu homem

Que vontade de chorar

Será quando que meus sonhos

Meu homem,

Serão só doce sonhar

Será quando que meus sonhos

Meu homem,

Serão só doce sonhar

Homem,

Meu homem

(Winnie Mandela, 18 de julho de 1988)