03.Rap do Curral-v3-cap-10-m03

3. “Rap do Curral” (1995).

Autores: Mc Marcelo e Mc Padilha. Intérpretes: Idem. Gravadora: Som Livre. LP: “Rap Brasil”.

É do curral, cavalo ê ê

Rio da Prata ê ô, estou aqui para mostrar

Que o funk é paz e amor

Já cansado de esperar e de nada adiantar

Pelos nossos governantes

Contra a fome eu vou lutar

Sei que a luta é de morte

Eu vou precisar de sorte

Pra vencer essa guerra

E acabar com essas mortes

Nessa onda vou entrar com a miséria acabar

E a minha população quero sempre ajudar

Ele tem bom coração, é amigo dessa nação

Por isso eu vou chamar Betinho sangue bom

Há sete anos atrás quando tudo começou

Uma doença infecta o Betinho constatou

Mas este homem é forte, ele tem sorte

Esse vírus é maldito, já o condenou à morte,

Não a morte instantânea, mas sim a morte lenta

E o Betinho ainda tem forças pra lutar com a consciência

Esse homem é capaz de lutar por algo a mais

Por isto foi indicado pro Prêmio Nobel da Paz

Mas eu parei, parei só pra pensar

Que contra fome é que eu vou lutar

E só assim

A guerra vai ter fim

Se dermos as mãos

Junto com Betinho

Ô, ô, ô, a fome terá fim

Mas numa triste domingueira um desastre aconteceu

O piloto brasileiro Airton Senna morreu

Todo mundo hoje chora, o piloto foi embora

Mais deixou pra gente muitos títulos e glórias

E eu gostei, valeu

Valeu, Senna campeão

O Brasil chora hoje de emoção

Você partiu, mas nos deixou uma simples lição

Que o Brasil pode ser campeão

Ô ô ô, valeu, Senna campeão

Mas o Betinho sociólogo na luta contra a fome

Apesar de ser franzino, ele é um grande homem

Empurra o movimento nacional contra a miséria

Sabendo que sua luta no Brasil ainda é séria

E eu parei, parei só pra pensar

Que contra a fome é que eu vou lutar

E só assim a guerra vai ter fim

Se dermos as mãos juntos com o Betinho

Ô ô ô, a fome terá fim