04.Sentinela do Brasil-v1-anexo-04-m04

4.“Sentinela do Brasil” (1942), marcha.

Autores: Antonio Almeida e Alberto Ribeiro. Intérpretes: Anjos do Inferno. Gravadora: Columbia

Ó tu, soldado que, no Norte do Brasil,

Estás alerta empunhando teu fuzil

Mostrando a terra brasileira

Dentre todas a primeira

Que a ela e a só ela

Hás de servir

Ó tu, soldado,

Que nos extremos do Brasil

Estás alerta empunhando o teu fuzil

Honrando a tua grande história

Teu passado, tua glória,

Teu presente, teu porvir,

Sois as sentinelas desta terra,

Que se ama a paz, não teme a guerra

E tem um passado de glória

A garantir a vitória

Ó tu, soldado da defesa do Brasil

Que estás no céu, no mar,

Na terra, aonde for

Aceita um beijo estremecido

Do Brasil engrandecido

Que enaltece o teu valor.