05.Racionamento de gasolina-v1-anexo-04-m05

5. “Racionamento de gasolina” (1942), moda de viola.

Autores: Ariovaldo Pires e Palmeira. Intérpretes: Alvarenga e Ranchinho. Gravadora: Odeon.

A crise da gasolina

Já tem dado o que falar

Vou dizer algumas coisas

Que eu já pude observar

Quem andava de automóvel

Acha cara a gasolina

Pra mor do racionamento

Hoje vai é na botina

Com a farta da gasolina

Muita gente virou atreta

Hoje tão fazendo força

Andando de bicicreta

Quem tinha barriga gorda

Hoje tem barriga fina

Os coitado têm sofrido

Com a crise da gasolina

Nosso povo é bem ordeiro

Vai se colocar na fila

Leve o tempo que levar

Güenta firme e não estrila

Eu também entrei na fila

Esperei um dia inteiro

Pois preciso gasolina

Para ponhar no meu isqueiro

Os chofer que são casados

E namora nas esquinas

Chega em casa atrasado

Diz que fartou gasolina

Pra esses moços granfinos

Perseguidô de muié

Chegou a veiz de dizê

Eu quero ver é a pé

Eu tô queimando as pestanas

Estudando um novo invento

O automóvel jangada

Inspirado no catavento

Eu peguei álcool motor

E ponhei no calhambeque

Ele saiu cambaleando

Ficou num baita pileque

Eu não ligo pra essa crise

Deixe os outros que se amole

Hoje em vez de artomóvel

Eu vou é andar de trole

Bem dizem que o brasileiro

É povo que tem engenho

Em lugar da gasolina

Inventaram o gasogênio.