Post

11.Dezenove-v3-anexo-10-m11

11. “Dezenove” (sem data).

Autores: Ricardo Dias. Intérprete: Mário Morais. Gravação independente do MST-PA. CD: Um canto pela paz (2002).


Quase ao cair da tarde a morte Andava veloz de ônibus E antes mesmo de Irene rir Percebia-se o silêncio das foices Foi-se embora meu rebento Já nem sei por quanto tempo Vamos ver tal desgoverno Todo mundo sabe que a polícia mata Sempre que a ordem vem da corte E um batalhão de sem sorte Tomba ao chão E quem foi que disse que sem terra é gente Pra quem deu comando de atirar? Vamos passar a limpo essa história

Quase ao cair da tarde a morte Andava veloz de ônibus E antes mesmo de Irene rir Percebia-se o silêncio das foices Foi-se embora meu rebento Já nem sei por quanto tempo Vamos ver tal desgoverno Todo mundo sabe que a polícia mata Sempre que a ordem vem da corte E um batalhão de sem sorte Tomba ao chão E quem foi que disse que sem terra é gente Pra quem deu comando de atirar? Vamos passar a limpo essa história