15.Adeus, mãezinha-v1-anexo-04-m15

15.“Adeus, mãezinha” (1942), valsa.

Autores: Antenógenes Silva e De Morais. Intérpretes. De Morais e Olguinha. Gravadora: Odeon

Adeus, mãezinha.

Eu vou me embora

Não chores, não

Eu sinto no peito

Uma dor tão sem jeito

Da separação

Mas eu vou contente

Marchando na frente do meu batalhão

Vencendo o perigo

O cruel inimigo da nossa nação

Não chores mãezinha, deves compreender

Sinto-me orgulhoso e tenho prazer

De vestir a farda, lutar e vencer

Eu vou cumprir meu dever.