15.Não somos covardes-v3-cap-10-m15

15. “Não somos covardes” (1995)

Autor: Zé Pinto. Intérprete: Idem. Gravação especial do MST. CD: Movimento (2002).

Pegue os cereais e a lona, junte a criançada Pois sem terra organizados é terra ocupada De mãos dadas vamos juntos, não somos covardes Somos contra o latifúndio, só produz maldade

Existem dois projetos em jogo, isso já tá claro Contradição entre sem terra e latifundiário Pois um projeto é liberdade, vida e produção O outro injustiça, morte e especulação

Companheirada, pra burguesia não tire o chapéu Mesma que ela nos prometa o céu É falsidade, quer nos enganar Grita sem terra, unindo as forças, ocupando o chão Mesmo debaixo desta repressão A nossa luta não pode parar

A terra é mãe do lavrador, é quem lavra este chão Pois ela sendo repartida aumenta esse pão O pão que encherá a mesa do trabalhador Por isso é bem justa essa luta contra o opressor

Fazer da luta imediata escola pro futuro E derrubar o jogo duplo de cima do muro Unidos campo e cidade vamos construindo E um dia contra a burguesia vai ser jogo duro

Reforma Agrária! Já que as direitas nunca fazem nada Trabalhadores das mãos calejadas Organizados vão fazer na marra Socialismo! Essa ideia não pode cair Mesmo que alguém tente nos iludir A liberdade será conquistada