16.Democracia-v1-cap4-m16

16. “Democracia” (1943), marcha.

Autores: Aldo Cabral e Medeiros Neto. Intérprete: Gilberto Alves. Gravadora: Odeon.

Democracia para o mundo novo

É sol que nasce com deslumbramento

É lei do povo para o próprio povo

É liberdade, é a voz do pensamento

Democracia é a luz que invade

Todas as grandes nações pela soberania

É que na verdade

Só há liberdade

Onde há democracia

Louvemos pois e com respeito

Esse regime que defende e protege o direito

Ideal comum

Que assim exprime o direito

Que tem cada um

Porque traduz ponto final

À opressão desigual do poder, tirania

Abaixo reunidos

Mil e um partidos

E viva a democracia

(bis)

Democracia para o mundo novo

É sol que nasce com deslumbramento

E lei do povo para o próprio povo

É liberdade, é voz do pensamento

Democracia é a luz que invade

Todas as grandes nações pela soberania

É que na verdade

Só há liberdade onde há democracia.