17.Comício do mato-v1-cap06-m17

17. “Comício do mato” (1957), coco.

Autores: Joaquim Augusto e Nélson Barbalho. Intérprete: Luiz Gonzaga. Gravadora: RCA Victor.

(Fala)

- Atenção pessoal, muita atenção. Vai usar da palavra, o maior o candidato do sertão: João Cotó!

- É o maior! - Uh! Uh! Trabalhadores do sertão! Eu vos prometo casa, comida, e baião. Linforme novo, blusa de brim, chapéu e uma cadeira cativa no céu, tá bom! - Tá... - Então haja animação!

Meu patrão eu voto Eu sou inleitor Meu patrão eu voto Voto no senhor } bis

Eu voto por muito pouco Digo agora pro senhor Grito inté ficar rouco Já ganhou, já ganhou Quero roupa, quero sapato

Paletó lascado atrás Camisa fina de fato Tarei pedindo demais? Tarei? Tô não

Meu voto num vale tanto Mas é todo do senhor E com ele eu lhe agaranto Já ganhou! Já ganhou! Mas parece que há um quê É as leis inleitorá Quando não conhece o ABC Será que pode votá?

Porque se puder Porque se puder Aí meu patrão Se puder, atolo o pé E voto meu patrão, Eu voto. (bis)