17.É assim que me querem-v3-cap-10-m17

17. “É assim que me querem” (1996).

Autor: Edgard Scandurra. Intérprete: Ira!. Gravadora: Paradoxx Music. CD: 7.

Estou sonhando de olhos abertos

Estou fugindo da realidade

Todas as cervejas já bebi

Todos os baseados já fumei

E o que há de errado no mundo

Meus olhos já não podem ver

Eu estou do jeito certo

Pra qualquer compromisso assumir

É assim que me querem

Sem que possa pensar

Sem que possa lutar

Por um ideal

É assim que me querem

A ver na TV todo o sangue jorrar

E ainda aprovar

A pena capital

A pena capital

É assim que me querem

É assim que me querem

E me vendem essa droga

E me proíbem essa droga

Para os desavisados poderem pensar que o governo combate

Invadindo a favela, empunhando fuzis

Juntando dinheiro corrupto para a platina no nariz

É assim que me querem

Sem que possa pensar

Sem que possa lutar

Por um ideal

É assim que me querem

Ao ver na TV todo o sangue jorrar

E ainda aprovar

A pena capital

A pena capital