34.Todas as honras do presidente-v2-anexo-08-m34

34. “Todas as honras do presidente” (1985).

Autor: Leo Jaime. Intérprete: Idem. Gravadora: Epic/CBS. LP: Direto do meu coração pro seu (1988).


Eu quero ser um executivo Pra poder mandar E ter um cachorrinho Que é pra ter o que chutar Eu quero ser o presidente Pra poder matar E ter uns estudantes pra eu torturar Mamãe eu quero

E restaurantes finos Pra eu me empanturrar E praias de água limpa Que é pra ter o que sujar E eu queroter um telefone Que é pra eu nunca estar No caso de um amigo um dia precisar

Mamãe eu quero Eu quero ser igual ao presidente

Eu quero ser um crítico pra eu destruir Tudo que se cria se o sucesso alcançar E vou ser da censura que é pr'eu decidir O que é que os outros devem Ou não devem pensar Mamãe eu quero Eu quero ser a dor Que é pra eu me diluir Em todas essas cruzes Que se vai adorar Eu quero ser aquilo que é preciso ser Pra ser um homem respeitável E me candidatar

Mamãe eu quero Eu quero ser igual ao presidente