36.Coisa modesta-v1-cap05-m36

36. “Coisa modesta” (Gegê) (1951), samba.

Autor: Horácio Felisberto “Dacio”. Intérprete: Alcides Gerardi. Gravadora: Odeon.

Gegê, Sou operário brasileiro, Não quero emprego nem dinheiro. O que eu quero, eu vou contar, Não é um palacete para dar festa. Eu quero é coisa bem modesta, É um barracão para eu morar.

Um quarto, uma sala, uma cozinha Pra eu, ela e uma filhinha Chega para remediar. Eu durmo na garagem do vizinho Porque o meu senhorio acaba de me despejar

Gegê,

Se acaso você arranjar Um barracão pra eu morar Vou pedir a Deus para lhe ajudar.