57.Analfaville-v2-cap07-m57

57. “Analfaville” (1971).

Autor: Sérgio Ricardo. Intérprete: Idem. Gravadora: Equipe. LP: Arrebentação.

Analfaville, Analfaville,

Há que acreditar

Há que acreditar

No rio que corre pro mar

Ouço ao lado agonizantes ais

Fios, fogo, ferro frio, o caos

Vem falar o ódio em sombra

Verme em gente

No germe da violência

A cabeça teima em não cair

Parte do corpo se incinerou

E a coragem se acendeu

Somou-se em dias

Maior que o pátio, que a brisa e o sol

Analfaville, Analfaville ...

Passos negros pelo corredor

Fios, fogo, ferro frio e enfim

Eis que da idade da pedra surge o amigo

Chegou sem medo e memória

De lembrança apenas sangue e dor

E um machado com a inscrição

Se achará o elo perdido, enfim,

Num homem da nossa geração.

Analfaville, Analfaville ...